Terça-feira, 31 de Maio de 2005

Neves apanhado na Rede

Neves ataca pela Rede Mundial da Web.


(... ) A reconstrução da muralha ruída seguir-se-á ....


[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] <p>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<P>Neves ataca pela Rede Mundial da Web.</P>
<P><FONT face=Verdana color=#214d8f size=2>(... ) A reconstrução da muralha ruída seguir-se-á ....</FONT></P>
<P><IMG src="http://www.jf-santamariamaior.pt/obras/images/muralha.jpg" <P></P>
<P>A não Perder</P>
<P><A href="http://www.jf-santamariamaior.pt/obras/relevantes.htm">Campanha no digital.</A></P>
<P>(para que não se diga que ostracisamos o PPD que nos desgoverna)</P>
publicado por chaveslivre às 15:47
link do post | comentar | favorito
|

Clarificar estados de alma

 


 


 EXORTAÇÃO








Musa, faz me cantar!


Fura me os olhos, se preciso for.


Vadio rouxinol encarcerado,


Não me deixes calado


Aos ferros verticais da minha dor.




Força-me o desespero emudecido


E solta o meu protesto em melodia.


Noite é já neste mundo anoitecido


Onde só tem sentido


A luz secreta que nos alumia.




Obriga-me a sonhar outra floresta


De homens em liberdade.


Aves na sua festa,


Que ninguém prende, que ninguém molesta


Com as fronteiras de nenhuma grade.




Miguel Torga (1952) Diário VI, Coimbra

publicado por chaveslivre às 14:57
link do post | comentar | favorito
|

Que democracia queremos?


O povo português desde 1974 que deseja um democracia verdadeira talvez mesmo, como nos primórdios, uma democracia revolucionária que se oponha à ditadura do capital, hoje, cada vez mais, disfarçada de democracia representativa.


A ditadura do grande capital que pretende, se deixarem, governar o país combate este desejo democrático genuíno o qual poderá ter que ser defendido com marchas, buzinões, manifestações, greves, ocupações, cortes de estradas e, como em 1974, mesmo com armas na mão.


A democracia é o maior bem dos humildes por isso não podem abdicar dela.


É neste sentido que entendo a vitória do povo francês e festejo a derrota das elites bem pensantes, que esquecem as necessidades e desejos do povo.


 

publicado por chaveslivre às 00:52
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Maio de 2005

Compromissos!

COMPROMISSO DO PS


COM O DISTRITO DE VILA REAL


 


(para consultar a totalidades, aceder à página e consultar "Programas")


 


 


Valorizar a escola, combater o abandono e o insucesso, formar para a vida, criar empregos e estancar a desertificação, beneficiar a cidadania e a igualdade dos géneros.


 


Para que se possa desenvolver este princípio é necessário:


 


1. Ao nível da educação básica:


 


1.1. Reorganizar o parque escolar distrital e adequando os meios humanos e físicos às necessidades existentes;


1.2. Activar os Conselhos Municipais de Educação, ultimando e implementando as cartas educativas;


1.3. Promover a ligação escola-família-comunidade implicando pais, eleitos locais, entidades relevantes e instituições nas definições e avaliação das políticas;


1.4. Permitir a existência de centros de recursos e de equipas de apoio especializado para a concretização de projectos educativos;


1.5. Aperfeiçoar a articulação entre instituições educativas, avaliando os actuais agrupamentos escolares e verificando a sua adequação aos objectivos definidos e ao meio em que estão inseridos;


1.6. Concretizar a Educação de Infância Itinerante, adequando os jardins-de-infância às necessidades das famílias cumprindo a componente social;


1.7. Introduzir os temas “profissões” e “empreendorismo” no 2º e 3º ciclos e preparando, em conjunto com as autarquias, a introdução, nos concelhos do distrito, da língua espanhola e da língua inglesa e das ferramentas informáticas no 1º ciclo do ensino básico.


 


O trabalho a efectuar não deve esperar.

publicado por chaveslivre às 01:08
link do post | comentar | favorito
|

Vencer a crise.

O nosso primeiro-ministro reagiu com determinação após conhecer a calamidade que lavra nas finanças do estado.


 


Muito mais que a subida do IVA de 19 para 21 por cento ou o aumento do imposto sobre o tabaco e os produtos petrolíferos ou ainda a criação de um novo escalão de IRS de 42 por cento para contribuintes com rendimentos anuais superiores a 60 mil euros, o primeiro-ministro anunciou que o Governo, moralizando a vida pública, vai avançar com o levantamento parcial do sigilo fiscal e intensificar o cruzamento de dados entre o Fisco e a Segurança Social, realizando mesmo auditorias em cada ministério. Significativo se tornará ainda o fim dos privilégios de subvenções vitalícias dos detentores de cargos políticos. Não se quedando por aqui, prometeu apresentar até final do ano de uma proposta para eliminação de um “conjunto vasto” de benefícios fiscais e a eliminação da possibilidade de as empresas que exercem actividades no “off-shore” da Madeira “reduzirem a percentagem do lucro tributável”.


Assim sim! Já lá vai o tempo dos sacrifícios sem sentido.


 

publicado por chaveslivre às 00:59
link do post | comentar | favorito
|

Uma Nova Geração de Políticas Autárquicas

Promover a qualidade de vida


 Sem megalomanias, a melhoria da qualidade de vida passa pela “instalação de equipamentos adequados às diversas funções e actividades decorrentes no Concelho.” O Município de Chaves, como de resto todos os outros municípios socialistas, “prosseguirão de forma activa e empenhada a qualificação e a infra estruturação do território, entendendo-o como um processo contínuo, que só está terminado quando todos os cidadãos tiverem acesso a condições de vida digna, em termos de acessibilidades, abastecimento de água, saneamento, acesso à saúde, protecção social, educação, qualificação e cultura.”


 


Na sua estratégia de requalificação Territorial, o nosso município deverá dar também “particular ênfase à componente de reabilitação e recuperação de estruturas já existentes, no contexto duma estratégia global de desenvolvimento sustentado, aproveitando ainda complementaridades e sinergias com outros territórios e Municípios”, principalmente com os da envolvência.


In Manifesto autárquico Partido Socialista (adaptado)

publicado por chaveslivre às 00:39
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 15 de Maio de 2005

NOVA AMBIÇÃO

É interessante verificar que o Partido Socialista, consciente das exigências que “o quadro de globalização e transformação social e económica que marca este tempo de transição de século e de milénio” aporta e, ainda, por se colocarem “novos desafios ao exercício da governação em geral e à governação autárquica em particular”, continua fortemente empenhado na “continuidade do processo de modernização do País” produzindo “uma nova geração de políticas autárquicas, inovadoras e ousadas, em complemento da continuação do esforço ainda necessário de criação ou recuperação de infraestruturas económicas e sociais básicas, em muitos Concelhos.”


(…)


São preocupações maiores dos autarcas socialistas “o reforço da democraticidade e transparência no governo municipal, a promoção da participação das mulheres e a evolução progressiva para a paridade, a prioridade absoluta dada à simplificação da relação com os cidadãos e as empresas, o combate à corrupção e a descentralização de competências.”


 


Foram definidas quatro grandes linhas de orientação, na construção das políticas do futuro, as quais corporizam, são guia, para “Uma Nova Geração de Políticas Autárquicas”.


 


Porque na Próxima Sexta-feira, no Palacete Botelho, o Fórum “CHAVES DO FUTURO” se centra na construção de propostas para que Chaves se afirme como concelho prospero e solidário, aqui ficam as linhas mestras do manifesto autárquico do Partido Socialista.


  


Dinamizar a economia e criar emprego


 


 “Num contexto Glocal, em que é necessário pensar globalmente e agir localmente, o poder local tem cada vez mais importância na criação de territórios atractivos para a iniciativa empresarial.


 


 Essa atractividade será promovida com políticas integradas que combinem um sistema local de incentivos, a criação de “clusters” locais, sistemas de promoção da marca territorial, acessibilidades e facilidades logísticas e mecanismos de resposta desburocratizados.


 


 Os Municípios PS assumirão sem preconceitos o seu papel de facilitadores e reguladores do desenvolvimento integrado da economia Concelhia e dos territórios com ela articulados, e de garante da equidade e do equilíbrio ambiental nesse processo.


 


 A criação de oportunidades para a inserção social e a realização pessoal e profissional dos Munícipes, em particular dos jovens, bem como o incentivo à mobilidade juvenil, serão prioridades dos Municípios PS, visando desenvolver um tecido social saudável e dinâmico, capaz de funcionar como alavanca de desenvolvimento sustentado.


 


 Os Municípios PS promoverão políticas efectivas de igualdade de género, numa lógica de transversalidade em todas as áreas da governação autárquica.


 


 Os Municípios PS assumirão ainda como vector importante da sua acção a criação de emprego social, desenvolvendo para o efeito parcerias com a sociedade civil, promovendo o auto-emprego e apoiando os interessados no processo de acesso às bonificações e incentivos previstos nas políticas nacionais de emprego. Procurarão ainda em articulação com a Administração Central facilitar a participação de inscritos nos Centros de Emprego em acções no âmbito da economia social.” 


 


in  Manifesto Autárquico do Partido Socialista. “NOVA AMBIÇÃO


PARA A 2ª GERAÇÃO DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO”

publicado por chaveslivre às 23:32
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Maio de 2005

Chaves agita-se.

A actividade política incrementou.


O Partido Socialista está imparável.


Na Sexta-feira passada o Palacete Botelho encheu e transbordou de confiança na vitória. Caras novas transportaram um sinal inequívoco de crescimento e apreço pela candidatura do Dr. Altamiro Claro. Antigos e novos apoiantes não deixaram de estar presentes. Flavienses empenhados comentaram, propuseram, mostraram confiança, força em vencer os desafios do futuro.


Não há dúvida, a balança já pende para o lado socialista.


Esta semana, Sexta-feira 13, às 21:30 horas, lá estarão para debater as questões da Cultura, do Desporto e da Juventude, mais caras novas. Para cumprir com o futuro não há superstições, só a força das ideias e da vontade.


Assim dá gosto.

publicado por chaveslivre às 01:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Maio de 2005

Amizade

A amizade em Bem Sirá é vista como uma relação sagrada:


 


“Quem revela um segredo de um amigo destrói a confiança e nunca mais encontrará um amigo íntimo. Ama o teu amigo e sê leal para com ele. Contudo, se revelaste os seus segredos, não voltes para junto dele. Porque, assim como se perde uma pessoa que morre, da mesma forma perdeste a amizade do teu próximo. Como alguém que deixa fugir o pássaro que tem na mão, assim deixaste escapar o teu amigo, e nunca mais conseguirás apanhá-lo".


 


Bem Sirá  (Sec. II a. C.) – neto de Jesus Sirá, o verdadeiro autor do livro  Eclesiástico -


 


“se a amizade e a concórdia são virtudes pessoais e sociais a estimar, a desavença entre as pessoas é vista como pecado, porque cria divisões onde deveria haver união. Rancor e cólera são coisas abomináveis. A vingança vira-se contra o vingador e só quem sabe perdoar o seu próximo, será perdoado por Deus. Quem não é capaz de ser misericordioso para o seu semelhante, não poderá esperar a misericórdia divina. O litígio é visto como um mal social que atiça a discórdia, provoca o ódio e exalta a violência.” in - MARQUES, Ramiro (2000) Breve História da Ética Ocidental, Plátano, Lisboa – comentando a obra de Bem Sirá

publicado por chaveslivre às 19:55
link do post | comentar | favorito
|

O espírito vence a carne.

São as boas amizades, as boas companhias, o testemunho dos grandes de espírito e o exemplo que podem ajudar-nos a percorrer o caminho que nos leva ao fortalecimento da vontade e à acção.


 


Agostinho de Hipona, Stº em “As Confissões” (399 d.c.)

publicado por chaveslivre às 19:36
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Maio de 2005

A escola não é uma empresa

O Blog pelos seus leitores:


 


A escola não é uma empresa



O neo liberalismo em


ataque ao ensino público



 


Christian Laval, 2004 - 324 pg.


EnE3.jpg


      Talvez você se lembrem da entrevista do autor francês Christian Laval no caderno Sinapse da Folha de Sâo Paulo de 24 de Junho de 2003.




Nesta entrevista, ele falava sobre os problemas trazidos pelo modelo neo-liberal para o ensino, os problemas da privatização, que são como você sabe, muito mais amplos do que a simples cobrança por um serviço que já foi público.



Mesmo não sendo pedagogo, eu sou educador, e gostei tanto da idéia do livro que terminei comprando os direitos autorais dele e contratando uma tradutora (meu francês é não-existente), para podermos ter acesso a este livro em Português.



Este livro acaba de sair pela editora planta (www.editoraplanta.com.br).


Veja um comentário que escrevi sobre ele logo abaixo.


 




efraim rodrigues, Ph.D.


Universidade Estadual de Londrina


A Escola está submetida a pressões para se adequar aos novos mandamentos do neo-liberalismo. A competição econômica mundial ameaça que todo sistema educativo se reduza a um produtor do “capital humano” necessário às empresas.


Laval descreve aqui o ataque do neo-liberalismo a educação, a partir de uma perspectiva histórica e baseado na experiência de vários países.


A privatização do ensino envolve muito mais do que a simples cobrança por um serviço. Ela influencia conteúdos, procedimentos e relações de poder dentro da escola, que passa a funcionar com base no dogma do mercado.


Christian Laval realizou uma pesquisa profunda, na qual baseia seus comentários sobre as “recomendações” da OCDE, Banco Mundial, OMC e União Européia.


Elas enfocam liberdade de escolha pelos “consumidores da escola” e por uma “profissionalização” dos cursos. É uma metamorfose do ensino, que leva a mercantilização geral do conhecimento e aprendizagem, e reforço das desigualdades.


Mas a realização integral da escola neo-liberal não é inevitável, conforme assegura Christian Laval. Resistências surdas e lutas coletivas afloram em muitos locais, movidas pela consciência dos perigos desta mutação imposta pela globalização do capitalismo.


Os atores da escola vão encontrar aqui um debate crucial para o modelo de civilização que desejamos para nós.


 



O índice do livro pode ser visto em


http://www.editoraplanta.com.br/indiceEE.pdf


A capa e resenha podem ser vistos em


http://www.editoraplanta.com.br/EnE.htm


Valores, detalhes de depósito, remessa, etc podem ser vistos em


http://www.editoraplanta.com.br/contato.htm


 


Webmaster: Sobre o tema ver o interessante trabalho de:


SCHILLER, Dan (2001)  A globalização e as novas tecnologias, Ed. Presença, Lisboa

publicado por chaveslivre às 23:08
link do post | comentar | favorito
|

Chaves do Futuro


forum.jpg


Foi hoje apresentado o fórum "Chaves do Futuro"


Esta excelente iniciativa que a oposição vai realizar, permita a todos a participação.


Este espaço público de debate e proposta é um estímulo a participação cidadã na definição do nosso futuro comum.


Todos estamos convidados



 

publicado por chaveslivre às 13:55
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Vamos abrir caminho ...

. Quanto mais longe pior.

. A anticipação supera a re...

. Vamos retomar a acção!

. A mentira continua!

. ...

. Desmedido frenesi.

. Rotinas passadistas

. TIC's na autarquia?

. 25 de Abril

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.tags

. todas as tags

.links

.as minhas fotos

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org

.subscrever feeds

blogs SAPO

.mais sobre ...