Domingo, 19 de Março de 2006

A ciência, uma fada

Fernando Pessoa

 

[Carta a Armando Côrtes-Rodrigues - 19 Jan. 1915]  (19-1-1915)

 

Lisboa, 19 de Janeiro de 1915.

 

VII

 

Saber? Que sei eu?

Pensar é descrer.

( Leve e azul é o céu (

Tudo é tão difícil

De compreender!...

 

A ciência, uma fada

Num conto de louco...

( A luz é lavada (

Como o que nós vemos

É nítido e pouco!

 

Que sei eu que abrande

Meu anseio fundo?

Ó céu real e grande,

Não saber o modo

De pensar o mundo!

 

4-XI-1914.

tags:
publicado por chaveslivre às 20:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Março de 2006

Auferir!

 

Qual a empresa que obteve dos maiores contratos com a administração PPD/PSD  da Câmara de Chaves?

 

Em 04.12.21,  

Concepção/Construção da Escola de Artes e Ofícios de Chaves, Auditório, Museu Ferroviário, e Restaurante.  

                                                                                            Valor ........ 3.590.950,00€

 

Um doce pela resposta certa.
publicado por chaveslivre às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 12 de Março de 2006

7.341.728,72 €

 

 

Sete milhões, trezentos e quarenta e um mil, setecentos e vinte e oito euros e setenta e dois cêntimos.

 

 

Este é o valor gasto em ordenados pela Câmara do Psd em 2004.

 

O número de núcleos familiares residentes no Concelho de Chaves em 2001 segundo o Instituto Nacional de Estatística era de 13.027.

 

Isto significa que por cada núcleo familiar residente em Chaves a Câmara gastou em 2004 em ordenados com funcionários 533,58€.

 

Valeu a pena?

 

Vivemos com mais comodidade?

 

publicado por chaveslivre às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 11 de Março de 2006

Pendências intrínsecas ao exercício do poder.

 

 

O poder entra em declínio pela combinação de um agregado sucessivo de reveses que enumeramos:

 

O primeiro – Perda de confiança em si próprio e na competência para chefiar.

O segundo – Permite a aparição de um grupo adversário médio forte e/ou de descontentes.

O terceiro – Chefia tão ineficientemente que as massas são levadas à revolta.

O quarto – É vencido do Exterior.

 

Perigos:

 

1 - Existe sempre a tentação de comparar o exercício do poder actual com o desempenho de outros exercícios ou exercícios anteriores. Neste sentido é fundamental evidenciar que o poder está agora melhor que no passado e mesmo melhor que o dos outros que agora exercem também o poder em territórios diferentes.

 

2 - A formação de um novo grupo de gente conveniente, que não apresenta trabalho anterior mas é faminta de poder, resulta de uma abertura liberalizante entretanto encetada. Esta eventualidade conjugada com algum cepticismo nas próprias fileiras deve ser combatida por um evento de apoio público inequívoco, antes que atinja o seu desiderato.

 

3 – Fracas chefias fazem fraca a forte gente. A estupidez e a arrogância, expressas na assaz dificuldade de ajustamento a novas circunstância conduzem à degradação do poder. O poder exercido por chefias demasiado liberais, por isso cobardes (fazendo concessões quando deveriam usar a força) abrem caminho ao oportunismo e à criação de um sentimento de injustiça revoltante.

 

Exercer o poder é exigente. Não será sempre uma actividade nobre, mas é muito provavelmente das actividades mais exigentes para um tipo.

 

P.S. Usei a palavra “tipo” mesmo no final de forma a destruir o elevado nível de êxtase das concepções expressas.

sinto-me:
tags:
publicado por chaveslivre às 21:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Março de 2006

Arrivista (galicismo).

 

Por cá, compreende-se melhor o termo “videirinho”. Individuo que, mais que tudo o restante e, recorrendo a lisonjas e subserviências, visa o sucesso material sobre os outros.

Quando à custa de tudo apenas se perseguem interesses pessoais, na senda de uma ambição desmedida e sem escrúpulos, pouco de benigno podemos prognosticar.

 

Serão os nossos “cabeças” videirinhos?

 

Há quem responda positivamente à questão.

 

Pessoalmente nunca me orientei para o mesmo tipo de resposta. Porém, ultimamente, tem-me assaltado a impressão de que o “videirismo” está claramente a assumir-se como uma constante de comportamento de muitos indivíduos que (talvez mal) conheço.

 

Tratar com afã da vida pessoal o dos interesses próprios é responsabilidade de qualquer pessoa mas, reduzir a existência a isso é frugal.

 

Os fura-vidas estão aí!

 

Busybody’s growths.

sinto-me:
tags:
publicado por chaveslivre às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Mudar.

Foi tempo!

 

Deve agora o esforço inventar novos caminhos.

 

A actividade política orienta-se agora para a prospecção de soluções que atalhem os graves problemas que a má gestão PPD/PSD bem criando quer nas contas do município, quer no trajecto de desenvolvimento económico, social e cultural do concelho.

Os problemas agigantam-se de dia para dia. As decisões políticas apenas favorecem determinados e sectores do concelho. O geral da população do concelho sente apenas os efeitos que a política despesista desta administração tem criado nos seus bolsos.

A água e saneamento subiram, os impostos municipais só aumentam, nunca diminuem. As taxas e licenças para quem tem casas comerciais seguem o mesmo caminho.

Os clientes com melhor poder de compra fogem para Vila Real, para o Porto, para Orense ou Vigo. Os menos abastados para Feces de Abaixo. A cidade já nem aos dias de feira anima. (a Cidade, não me refiro à feira onde comerciantes ambulantes vindos de fora se estafam a feirar).

 

Onde é que isto vai parar?

 

Entre tanto há quem nestes últimos 5 anos vá prosperando. Ou não há?

 

Só lamento que sejam tão poucos. Apenas alguns ....

 

Pessoalmente (para os curiosos) devo referir que a minha vida não piorou, mas custa-me ver muita gente a afirmar o contrário em relação à sua.

sinto-me:
publicado por chaveslivre às 01:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.pesquisar

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Vamos abrir caminho ...

. Quanto mais longe pior.

. A anticipação supera a re...

. Vamos retomar a acção!

. A mentira continua!

. ...

. Desmedido frenesi.

. Rotinas passadistas

. TIC's na autarquia?

. 25 de Abril

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.tags

. todas as tags

.links

.as minhas fotos

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org

.subscrever feeds

blogs SAPO

.mais sobre ...