Domingo, 12 de Dezembro de 2004

Para onde caminhamos?

Proponho aos visitantes do “Chaves Livre” a apreciação, para o nosso concelho, do roteiro de decadência para localidades, elaborado pelo Maxman Intitute, em 1997. in “Desenvolvimento económico do Município. Políticas e Estratégias”


Dinâmica de decadência de uma localidade.


A localidade torna-se pouco atraente quando:


1) As indústrias fecham ou afastam-se para outros locais.


2) Os turistas são atraídos por outros destinos.


3) A recessão económica e o desemprego afectam os negócios locais.


4) Aumenta o défice orçamental da localidade.


5) A qualidade de vida começa a diminuir.


6) Existe inércia política e falta de iniciativa do poder local.


Isto vai arrastar:


A migração de pessoas para outras regiões.


A retirada de negócios e investidores.


A diminuição de turistas e visitantes.


Que por sua vez vão originar:


Aumento de falências.


Necessidades sociais crescentes.


Envelhecimento da população local.


Deterioração da imagem da localidade.


Perda de influência política da localidade.


Em última instância, a morte da localidade.


A gestão do Dr. Batista vai ou não vai arrasar Chaves?


Expressem o resultado da vossa avaliação nos comentários.


 

publicado por chaveslivre às 21:20
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2004 às 22:24
Hoje tou... Zennnnn!Flavius
</a>
(mailto:flaviuslus@hotmail.com)
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2004 às 19:16
O grande problema é a febre dos tachos!! E não há tachos sem tachistas. No PS também há tachistas. Este é um problema de todos os partidos, infelizmente...
Porém, os governos PSD são tradicionamente mais favoráveis ao tachismo. Ao nível local o tachismo do PSD tem o nome de caciquismo. Ou estás com o poder PSD ou não estás e morres de fome... Vejam o que se passa em Chaves mas não esqueçam outros bons exemplos como as escandalosas admissões em Vila Pouca de Aguiar (PSD) e Boticas (PSD).PR
</a>
(mailto:pr@portugalmail.pt)
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2004 às 12:59
Tens nome de IMPERADOR,"FLAVIUS".....
Por isso vou votar em ti!!!!
Hehehehee....
ZEN
</a>
(mailto:zen_zen@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2004 às 23:16
Apliquem os critérios do Maxman Institute à governação socialista. Qual é o resultado? Em algum campo a gestão socialista da Câmara contribuiu para evitar a dinâmica da decadência? Ou se olharmos para os dados do INE podemos ver, claramente, como esta dinâmica acelerou e muito com a governação socialista. Querem o quê? Que estes autarcas travem essa tal dinâmica em 4 anos quando ela já vem animada de uma velocidade tremenda resultado de anos de má governação? Reflictam. Governaram melhor o munícipio. Dos pontos do texto mostrem-me UM em que tenham sido melhores.Flavius
</a>
(mailto:flaviuslus@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2004 às 22:36
Chaves, merece que todos os que sentem esta CIDADE, SE UNAM,em torno da verdadeira alternativa, o PARTIDO SOCIALISTA,para que com muito trabalho, imaginação, irreverência, competência, mérito e projectos estruturantes. CHAVES VOLTE A ACREDITAR. Baboso da Ponte
</a>
(mailto:Baboso da Ponte@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2004 às 19:09
O exilado não tem razão quando diz que "não existem critérios de admissão", as pessoas já estão escolhidas e conheço alguns casos de exilados que foram para à Câmara. Os critérios são: 1- Não ter paticipado em alguma campanha do PS; 2- Ser filiado no PSD (ou ter algum familiar filiado)rex
</a>
(mailto:rex@psd.pt)
De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 22:13
sou flaviense, mas vivo fora, porque apesar de ter tentado voltar a minha terra e aí trabalhar, mas nao oferece condiçoes de trabalho atraentes, nao existem concursos sérios nem criterios de admissao, só se entra pela cunha.
quando fui á camara tentar a minha sorte disseram-me q as pessoas ja estavam escolhidas, quem nem valia a pena tentar. por isso é melhor demostrar o q valemos aqui noutras paragens.
espero q se essa camara sair e entrar outra, q pensem nisso e hajam com seriedade. só tem a ganhar, porque o merito a longo prazo impoe-se
exilado
</a>
(mailto:exilado@aaa.com)

Comentar post